Titina grava Jotamont

Titina, cantora cabo-verdiana

Titina, cantora cabo-verdiana

Titina Rodrigues, um dos destacados nomes da morna e coladeira, vai gravar quinze músicas de Jorge Monteiro, “Jotamont”, num novo trabalho que se prevê esteja pronto em Outubro.

O responsável pela produção deste novo CD, Rui Machado, considera Titina uma das melhores vozes de Cabo Verde, a par de Cesária Évora. A sua carreira teve grandes interrupções numa fase em que foi necessário dedicar-se mais à família.

Um contrato, alegadamente, fraudulento com um produtor, terá impedido a cantora de gravar durante uma década. Para o novo CD, cujo custo se estima em mais de 20 mil euros, Rui Machado está a procurar um “mecenas”. Sem este apoio, afirma, «será muito dificil executar este trabalho no tempo previsto».

A cantora, natural de S. Vicente, em 1946, começou a cantar aos 12 anos, tendo efecutado concertos em vários países. Foi agradiada pelo presidente da República Portuguesa e também pelo Presidente de Cabo Verde e vive há muitos anos em Portugal, onde já actuou nos locais mais conceituados.

Titina é conhecida pela sua “voz cristalina” e é tida como uma “purista da morna”. Tem gravações suas em diversos trabalhos colectivos, como “Músicas de Intervenção” e “Lisboa nos Cantares cabo-verdianos”. Possui um CD a solo “Titina Canta B.Leza”. A concretizar-se o próximo seu próximo trabalho será, por isso, a segunda vez que se dedica por inteiro a um núnico compositor, neste caso a Jotamont.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *